Eu recomendo #1 – 3 HQs que você deveria ler

Olá amiguinhos que se dão ao trabalho de clicarem nos links dos posts só porque são meus amigos e/ou porque não têm nada melhor para fazer, tudo bem? Eis que eu venho aqui para escrever o primeiro post da “série” Eu Recomendo, que, como o próprio nome diz, vai trazer recomendações de coisas que me agradaram e eu acho que vocês deveriam conhecer também, pode ser algum jogo, uma revista em quadrinhos, filme, série, qualquer coisa. Hoje eu vou dar 3 HQs que vocês deveriam ler. Vou fugir dos medalhões como V De Vingança, Watchmen, O Cavaleiro Das Trevas (o original, por favor), e vou para algo mais alternativo, então vamos lá.

1 – Grimm Fairy Tales

Grimm Fairy Tales é uma HQ americana, classificada como sendo de horror, lançada em formato mensal pela editora Zenescope que traz uma “nova” abordagem para os contos infantis que você conhece. E é “nova” porque ela se aproxima o máximo que pode dos contos originais dos Grimm.

Nossa protagonista é a Doutora e professora de literatura Sela Mathers que ajuda as pessoas usando os contos de fadas para mostrar lições de vida. Alguns entendem a mensagem e tomam as decisões corretas, mas a maioria ignora o que Sela diz e, para os que fazem isso, o destino é sempre trágico.

As histórias tem uma boa qualidade e a revista tem um grande apelo para o sex sell, sempre com mulheres gostosas na capa e nas páginas, muito bem desenhadas, diga-se de passagem. Foi uma das HQs que eu praticamente devorei e li praticamente tudo que já tinha sido lançado já na primeira semana de leitura.

Infelizmente Grimm Fairy Tales ainda não é vendido no Brasil, sendo assim, podem ir lá na biblioteca do Paulo Coelho pegar os seus exemplares.

2 – The Boys

Se você está acostumado aos super-heróis escoteiros e, por mais “massavéisse” que tenha, sempre honrados, você está prestes a esquecer tudo isso quando ler The Boys.

The Boys é uma série autoral escrita por ninguém menos que Garth Ennis e com traços de Darick Robertson e lançada pela editora Wildstorm (edições #1 a #6) e Dynamite (#7 a #72).

A história segue a vida o escocês Hughie. Um cara normal que perde a namorada brutalmente graças a um acidente envolvendo um super-herói. Traumatizando e buscando vingança, Hughie é logo convocado pelo Açogueiro, um inglês que comanda um grupo que trabalha para a CIA e monitora super-heróis para que eles não façam muita merda.

Sim, no mundo de The Boys super-heróis existem, mas, como eu já disse, esqueçam tudo que sabem sobre eles, super-heróis são seres depravados e corruptos controlados por uma empresa que é responsável pelo monopólio de revistas em quadrinhos no mundo todo. Eles não tem limite algum para suas ações e quando alguém tem tanto poder, tem que ter alguém para balancear as coisas, é aí que entram os The Boys: Hughie “Mijão”, O Açogueiro. Filhinho Da Mamãe, O Francês e A Mulher. Cada personagem com caracteristicas únicas e bastante carismáticos, principalmente Hughie e A Mulher. Nenhum dos 5 tem qualquer tipo de super-poder, mas são todos muito bons de briga, exceto o Hughie que meio que caiu de paraquedas ali, e estão sempre tentando ferrar com a vida dos super-heróis e da empresa que os controla, da maneira mais “dolorosa” possível para ela.

As histórias são de grande qualidade e o Garth Ennis está sendo…bem, o Garth Ennis, com toda as suas bizarrices e tudo mais. Ele trabalha muito bem a relação entre os The Boys e os super-heróis, sem falar de cada dos cinco entegrantes do grupo. Definitivamente vale a pena a leitura.

The Boys também não foi lançada no Brasil, então vocês já sabem se quiserem ler 

3 – Y: O último Homem

E se você fosse o último homem em um mundo cheio de mulheres? Está agora mesmo pensando que seria um paraíso, certo? Bom, depois que ler Y: O Último Homem você realmente vai ter outra visão disso, pelos olhos de Yorick Brown e de seu macaco Ampersand.

No exato dia 17 de julho de 2002 algo aconteceu no mundo: todos os mamíferos que carregavam o cromossomo Y (ou seja, todos os machos) simplesmente morreram do mais absoluto nada e isso inclui fetos e até espermas, todos mortos com exceção de Yorick e o macaco que ele tinha ficado responsável, Ampersand. É aí que o colapso começa: com a morte de todos os homens do planeta, 48% da população mundial foi exterminada, 99% dos donos de terra estão mortos, nós EUA, 95% dos pilotos comerciais, motoristas de caminhão e capitãs de navios estão mortos. No mundo, 99% de todos os mecânicos, eletricistas e pedreiros estão mortos. A mão de obra na agricultara perdeu 49% dos seus trabalhadores. 85% dos representantes governamentais em todo o mundo estão mortos.

É nesse mundo que Yorick precisa viver agora, e ele sai em busca da sua namorada na Austrália para que ela saiba que ele está vivo e para pedí-la em casamento. Mas para isso precisa passar por um mundo de mulheres confusas sem saber o que aconteceu e lutando para sobreviver, sem falar d’As Filhas Das Amazonas, um tipo de seita feminista que acha que a destruição dos homens foi algum presente divino e que chegam a matar qualquer mulher que pense diferente delas.

A história em si é muito boa, a arte também ajuda bastante e o próprio Yorick é muito carismático. O clima da série também é bem tenso, e faz com que você fica o tempo todo tenso sem saber de onde vem o perigo. É algo que vale muito a pena a leitura.

A Panini começou a lançar os encadernados da série, e você pode procurar por aí. Se quiser ler algo antes de comprar, venha aqui, mas tente comprar os encadernados, porque realmente vale a pena.

Então é isso, amiguinhos, aqui termina o primeiro “Eu Recomendo”, espero que pelo menos tentem dar uma olhada em pelo menos um dos títulos, mesmo que não seja fã de HQs, qualquer um deles vale bem a pena. Então, até a próxima.

Anúncios
    • BIG
    • 6 de março de 2013

    Aí, o Grimm não me interessou, mas esse The Boys é um inception do caralho, hein! E gostei da proposta do Last Man também, acho que darei uma chance pros dois últimos!

  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: